Lubrificação em Fuso de Esferas

 

A lubrificação em Fusos de Esferas, é fator tão importante quanto ao seu desempenho e Vida Útil, assim como suas cargas operacionais, velocidades, precisões e ambientes. O lubrificante reduz já o baixo atrito ao minimizar o contato entre as esferas e as ranhuras da haste do fuso, consequentemente aumentando o torque e aumentando a eficiência, ao mesmo tempo em que aumenta a vida útil do fuso de esferas.

Você sabia que  fusos com maior carga deve ter um volume maior de lubrificação do que com carga regular? E o que é considerado carga alta para um fuso de Esferas? Essa pergunta nós respondemos com base na Capacidade da Carga Dinâmica dada nos catalagos de Fuso de Esferas. É considerado carga alta toda a carga acima dos 10% da Capacidade Dinâmica. Vamos ao exemplo: Um fuso  Diâmetro 25mm , possui uma capacidade de carga dinâmica de 1650Kg , então é considerado uma Carga Alta para esse fuso , todo o valor acima de 165Kg.

Em geral, pensando em aplicações comum, um óleo lubrificante de fuso de esferas deve possuir viscosidade classe ISO VG 32-68 para  velocidade até  600RPM com carga até 10% da Capacidade dinâmica, e ainda em temperatura ambiente. Precisa saber qual o volume a dosar ? Qual periodicidade?  Para essas respostas e muitas outras questões, acesse o nosso Guia de Lubrificação para fusos de esferas  no link abaixo:http://materiais.kalatec.com.br/lubrificacao-de-fusos-de-esferas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *