10 dicas para Aplicação de CLP

CLP DELTA  

Aplicação de CLP

 

Introdução

1-Um controlador lógico programável, CLP, é um equipamento eletrônico utilizado para a automação de processos industriais, como máquinas e processos de produção.

  1. Diferentemente do um computador, o CLP é projetado para trabalhar sob condições adversas de temperatura e poeira. Possui imunidade a ruídos, Interferência eletro-magnética, vibração e impacto.
  2. Programas para controle da máquina normalmente são armazenados em sistemas com baterias e mémorias ROM.
  3. O CLP analisa (em tempo real) as condições das entradas e atualiza as saídas dependendo da sua programação.
  4. Os CLPs têm capacidade de comunicação de dados via canais seriais. Com isto podem ser supervisionados por computadores formando sistemas de controle integrados. Softwares de supervisão controlam redes de Controladores Lógicos Programáveis.
  5. Os canais de comunicação nos CLP´s permitem conectar à interface de operação (IHM), computadores, outros CLP´s e até mesmo com unidades de entradas e saídas remotas. Cada fabricante estabelece um protocolo para fazer com  que seus equipamentos troquem informações entre si.
  6. Os protocolos mais comuns são Modbus, EtherCAT, Profibus, DeviceNet entre  outros.

 

 

 

Aplicações CLP

aplicacao  clp

  • Processos de manufaturas;
  •  Máquinas de embalagens;
  •  Processamento de Alimentos;
  •  CNC;
  •  Controle de elevação;
  •  Sistema de Servo Multi-Eixos;
  •  Envases;
  • Controle de Processos industriais.

 

Razões para o uso de um CLP:

  • Repetibilidade e maior qualidade na produção;
  • Realização de tarefas impossíveis ou agressivas ao homem;
  • Rapidez de resposta ao atendimento da produção;
  • Redução dos custos de produção;
  • Restabelecimento mais rápido do sistema produtivo;
  • Redução de área;
  • Possibilidade de sistemas interligados;

Importante:

Conforme cresce a dependência da sociedade a processos automatizados, falhas banais nos sistemas automatizados podem provocar catástrofes com graves consequências humanas e econômicas.

 

 

 

Características para uma boa Aplicação de CLP

Normatização:

ü  Estar de acordo com a norma IEC61131;

ü  Possibilitar sua instalação em trilho DIN;

ü  Ser modular e possibilitar expansão;

ü  Ter uma fonte chaveada com bom nível de proteção;

 

Comunicação:

ü  CPU  com pelo menos duas portas de comunicação;

ü  Dispor de cartões de comunicação para as principais redes industriais do mercado;

ü  Comunicação  com IHM;

ü  Comunicação com Supervisório;

 

Outras facilidades:

ü  Software Gratuito;

ü  Contar com cabo de comunicação de fácil construção, que dispense circuitos no meio do cabo;

ü  Possuir software de programação de fácil manipulação (intuitivo);

ü  Suporte Local e Treinamentos.

 

A escolha do CLP

  • Quantas I/Os?
  • Quantas Entradas e Saídas Analógicas?
  • Teremos IHM? (Interface Homem maquina)
  • Teremos Motores de Passo ou Servos Motores?
  • Teremos controle de Temperatura?
  • Teremos controle de Célula de Carga?
  • Tenha claro qual a quantidade de Entradas e Saídas Digitais serão controladas no processo.
  • Tenha definido se terá controles analógicos (0-10V ou 4-20mA)
  • Defina se no processo, também teremos controle de temperaturas. Se sim, os sensors serão tipo J ou Tipo PT100?
  • Como será a comunicação com outros periféricos?  Por exemplo: Inversor, ihm, drives.
  • Terá controle de motores de passo ou servos motores? Quantos serão?

 


dvp12seDVP12SE

O mais completo CLP SLIM com funções NETWORK para a indústria (RS485-USB-ETHERNET)

 


 

dvp12saDVP12SA

O CLP SLIM com capacidade de programa e execução de  alta eficiência, oferecendo saídas rapidas de 100Khz e funções de contagem. Permite ate  8 módulos de expansões.

 


dvp28sv

CLP  DVP28SV  oferece a maior capacidade de programa e registradores para aplicações mais exigentes e complexas. O destaque e  as funções  DRVI e DRVA para  controle de ate  4 motores simultâneos.

 


 

dvp20sx2CLP DVP20SX2 oferece a melhor relação custo x benefício para controles analógicos associados a controles discretos. Possui  Controle PID e  saídas rapidas de 100KHz.

 

 

 

 

dvp12sa2CLP DVP12SA2                Máximos de pontos I/O: 492

  • Pontos da CPU: 12 (8ED/4SD)
  • Capacidade de programação: 8K Steps
  • Portas de comunicação: RS-232, RS-485
  • Saída de pulso de alta velocidade (2 saídas  x 100Khz – Banda Total 130Khz)
  • Contador de alta velocidade integrado (2 X 100KHz)
  • Relógio Tempo Real (Com bateria)
  • 3 modos de comunicação: Escravo, Modbus  e ASCII/RTU

 

Expansões disponíveis:

  • DVP06XA-S –    Expansão analógica mista: 4EA / 2SA -12 Bits
  • DVP16SP11T – Expansão Mista de I/Os: 8ED / 8SD
  • DVP16SM11N– Expansão de entradas digitais: 16ED
  • DVP04PT-S –  Expansão para 4 canais de temperatura PT100
  • DVP04TC-S –  Expansão de 4 canais de temperatura termopar tipo J

 


clp dvp12seCLP DVP12SE                           

Ethernet Modbus TCP e IP

 

  • Pontos da CPU: 12 (8ED/4SD) – Máximo 512 I/Os
  • Capacidade de programação: 16K Steps
  • Portas de comunicação: RS-232, RS-485, USB
  • Saída de pulso de alta velocidade (2 saídas x 100Khz).
  • Contador de alta velocidade integrado (2 X 100KHz).
  • Relógio Tempo Real (Com bateria).
  • Maior velocidade de execução: LD:0,64µs, MOV:2µs.

 

Expansões disponíveis:

  • DVP06XA-S –    Expansão analógica mista: 4EA / 2SA -12 Bits
  • DVP16SP11T – Expansão Mista de I/Os: 8ED / 8SD
  • DVP16SM11N – Expansão de entradas digitais: 16ED
  • DVP04PT-S –  Expansão para 4 canais de temperatura PT100
  • DVP04TC-S –  Expansão de 4 canais de temperatura termopar tipo J

clp dvp20sx2CLP DVP20SX2

Máximos de pontos I/O: 494

  • Pontos da CPU: 20 (8ED/6SD, 4EA/2SA)
  • Capacidade de programação: 16K Steps
  • Portas de comunicação: RS-232, RS-485 e USB
  • Saída de pulso de alta velocidade (2 X 100KHz e 2 X 10KHz).
  • Contador de alta velocidade integrado (2 X    100KHz e 6 X 10KHz).
  • Suporta expansões de alta velocidade (SL). Mestre CanOpen, Mestre Devicenet, Ethernet.

 

Aceita expansões analógicas de atualização rápida com resolução de 16Bits.

 

 

clp dvp28sv2CLP DVP28SV2

Máximos pontos de I/O: 512

  • Pontos da CPU: 28 (16ED/12SD)
  • Capacidade de programação: 16K Steps
  • Portas de comunicação: RS-232, RS-485
  • Velocidade de execução das instruções: 0.24μS (instruções básicas)
  • Contador de alta velocidade integrado (2 X    200KHz e 2 X 20KHz).
  • Suporta expansões de alta velocidade (SL). Mestre CanOpen, Mestre Devicenet, Ethernet, além das expansões analógicas 16Bits.

 

SAÍDAS DE PULSO DE ALTA VELOCIDADE (4 x 200KHz)

  • (Y0, Y2, Y4, Y6) saídas de pulso 200KHz
  • (Y0, Y1) (Y2, Y3) Fase A/B saída de pulso e 2 grupos
  • (Y0 ~ Y3 & Y4 ~ Y7) Interpolação de 2 eixos

 

 

 

 

dvp16snMÓDULOS EXPANSÃO DIGITAL

Código              Entradas     Saída      Descrição

DVP08SN11T           0           8       Saídas DC NPN

DVP16SN11T           0           16     Saídas DC NPN

DVP16SM11R/T     16          0

DVP016SP11R         8            8

DVP16SP11T           8            8      Saídas DC NPN

DVP016SP11TS       8            8      Saídas DC PNP

 

Notas:  M = Todas entradas

R = Saída Relé

N = Todas saídas

.              T = Saída Transistor

P = Metade entrada, Metade Saída

 

 

image023MÓDULOS EXPANSÃO ANALÓGICA

Código               Entradas   Saídas                      Descrição                        .

DVP06AD-S             6             0                      Entrada Analógica

DVP06XA-S             4             2                       Entrada/Saída Analógica

DVP04AD-SL           4             0                      Entrada Analógica 16 Bits

DVP04DA-SL           0             4                      Saída Analógica 16 Bits

DVP04PT-S              4             0                      Entrada RTD (PT-100)

DVP04TC-S              4             0                      Entrada Termopar

DVP02LC-SL            2             0                      Entrada Célula de Carga

 

 

 

Notas: S   = Expansão lado Direito

SL = Expansão lado Esquerdo

 

 

image024MÓDULOS DE COMUNICAÇÃO

Código                                                   Descrição                         .

DVPDT01-S                             Módulo Devicenet (slave)

DVPDNET-SL                           Módulo Devicenet (master)

DVPCOPM-SL                         Módulo CANOpen (master)

DVPPF01-S                              Módulo Profibus (slave)

DVPEN01-SL                           Módulo Ethernet Modbus TCP/IP

 

 

Notas: S = Expansão lado Direito

SL = Expansão lado Esquerdo

 

PORTAS DE COMUNICAÇÃO

RS-232:

  • image025Utilizada para envio de programação (via PC)
  • Distância máxima 8m (cabo Delta Máximo 3m)
  • Conector Delta: “mini-din”
  • Pode ser utilizada para comunicação com IHM
  • Protocolo Modbus nativo (mestre e escravo)
  • Comunicação Ponto-a-Ponto (apenas um elemento na rede)

 

RS-485:

  • image027Distância máxima 800m (depende do ambiente)
  • Conector Delta: TOL
  • Pode ser utilizada para comunicação com IHM
  • Comunicação Ponto-a-MultiPonto (Pode se comunicar com vários elementos da rede)
  • Cabo de comunicação: Par trançado
  • Pode ser utilizada como mestre e escravo

 

 

 

 

 

 

LIGAÇÃO

 

image029image030

 

 

Para um bom funcionamento do CLP, recomenda-se uma fonte chaveada 24VDC, exclusiva para o CLP.

Indicação: DVP-PS02 (2.0 Amperes)

 

SOFTWARE

Kalatec recomenda

image031

 

ISP-Soft – Versão 2.06 – Clique  aqui para ter acesso ao software gratuito 

Instale Tambem o COMGR ( Software de Gerenciamento de Portas de Comunicacao )

 

 

Os comentários estão desativados.

Kalatec deseja um 2018 repleto de realizações de Projetos!

Entre os dias 29/12 e 02/01 não haverá expediente

 

Atendimento exclusivo na matriz no período: (19) 3045-4900

 

Retorno em todas as atividades a partir do dia 03 de janeiro.

×