Acoplamento Flexível

O acoplamento nada mais é que o componente responsável por realizar as ligações dos eixos de uma máquina. Em uma linguagem mais técnica, é um conjunto mecânico, formado por elementos de máquina, utilizados na transmissão de rotação entre eixos.

Para compensar melhor os desalinhamentos entre eixos, evitar o excesso de força nos rolamentos dos motores e mancais, ou ainda, inibir a transmissão de vibrações ou carga em equipamentos delicados. usa-se o acoplamento flexível.

Tabela Modelos Acoplamentos

Modelo Torque(Nm) Furação (mm) Indicação
AF/AS 1  a 4,3 6,35 a 17 Encoder e Motores Passo Nema 23
ADS-J 16 a 200 6,35 a 38 Motores de Passo e Servos Motores
DKN 1,5 a 10 3 a 18 Motores de Passo e Encoder
OLDHAN 1,7 a  7,0 4,76 a 16 Motores de Passo e StepServo

 

Tipos de Acoplamentos

Alguns tipos conhecidos são:

  • Acoplamentos de engrenagem;
  • Acoplamentos de elástico;
  • Acoplamentos de lâminas;
  • Acoplamentos de tambor;
  • Acoplamentos de fole;
  • Acoplamentos de precisão;
  • Acoplamentos miniatura;
  • Acoplamentos de segurança;
  • Acoplamentos rígidos;
  • Acoplamentos hidráulicos.

E tem como função:

  • Unir dois eixos;
  • Compensar desalinhamentos;
  • Absorver choques e vibrações;
  • Transmitir Torque;
  • Atuar como fusível.

Quanto à classificação, estes podem ser permanentes e comutáveis.

  • Os permanentes podem ser rígidos ou flexíveis;
  • Os comutáveis atuam obedecendo a um comando.

O formato destes acoplamentos de maneira geral é dado por dois flanges (é um disco em forma de aro, adaptado na extremidade de um tubo ou fundido com este, que serve para a ligação com outro).

 

Diferenciais do acoplamento

Quanto a tipologia dos acoplamentos de motor, estes podem ser fixos ou rígidos, elásticos ou plásticos, móveis e hidráulicos. Os fixos servem para ligar de maneira que funcionem sem que haja qualquer movimentação dos eixos que estão sendo unidos, como se fossem uma única peça.

Entre os acoplamentos fixos destacam-se o acoplamento com flanges parafusados, onde as flanges se unem por parafusos conforme o próprio termo propõe e os acoplamentos com luva de compressão, onde os eixos ficam firmemente presos por oito parafusos sendo de fácil manutenção pelo formato de montagem.

Os flexíveis são responsáveis por dar maior suavidade a transmissão para evitar que ocorram movimentos bruscos. Evitando que ocorram desalinhamentos dos eixos que podem ser causados pelo peso dos componentes ou por dilatação, mas caso ocorram os acoplamentos flexíveis permitem desalinhamento paralelo, angular e axial, construídos de maneira articulada absorvendo pequenos desalinhamentos de até 6 graus de ângulo de torção e deslocamento angular axial.

Alguns modelos que podem ser citados são: acoplamento elásticos, acoplamento Folem, acoplamento elástico de garras, acoplamento elástico de fita de aço, acoplamento de dentes arqueados, auto-travante com elemento de borracha.

Existem também os acoplamentos flexíveis não elásticos, capazes de acomodar certos desalinhamentos, mas não possuem elasticidade torsional, fazendo com que todos os choques e sobrecargas sejam transmitidos, como, por exemplo, o acoplamento elástico com fita metálica e o de dentes arqueados.

Por fim, os acoplamentos móveis, que tem a capacidade de desfazer a união entre motor e máquina permitindo um jogo longitudinal. Os acoplamentos móveis podem ser: de garras ou dentes, onde sua rotação é transmitida por meio do encaixe destes.

 

Fale com os nossos especialistas e saiba mais sobre acoplamento

Você sabe os cuidados que devem ser tomados durante a montagem? Como, por exemplo, colocar os flanges a quente, utilizar prensas. Sabe quando utilizar os alinhamentos flexíveis ou móveis, verificar possíveis folgas?

Entre em contato com nossos especialistas e eles irão te ajudar a fazer as melhores escolhas na hora de decidir seu acoplamento.

Quer saber mais?

Entre em contato com a nossa equipe de especialistas e tenha disponíveis produtos que atenderão de forma segura a sua aplicação.







    Abrir WhatsApp